segunda-feira, 21 de maio de 2012

AMOR SEM FIM

DEITADOS NUM CAMPO, GRAMA MACIA, TARDE DE PRIMAVERA OLHAVÁMOS PRO CÉU, E HAVIA UMA NUVEM QUE PARECIA, UM NINHO DE PASSARINHOS TODOS PEQUININOS, E MAIS ALÉM FLORES, CRIANÇAS, AMORES E NÓS DOIS DENTRO DE UM CORAÇÃO SUBINDO PRA IMENSIDÃO, FICAMOS ABRAÇADOS ATÉ O ENTARDECER, PRA CONTEMPLAR O POR-DO-SOL, OLHAR PROS SEUS OLHOS E DIZER QUE, SEM VOCÊ NÃO SABERIA MAIS COMO VIVER... ]

Nenhum comentário: