sábado, 12 de fevereiro de 2011

Resignar-se pra ser Feliz


Ser feliz depende de resignação. A aceitação da sua realidade é o primeiro passo para promover as mudanças que forem necessárias em sua vida.

Ao contrário do que a maioria pensa, resignação não é sinônimo de desistência, de abandono de seus ideais e sonhos, e nem de fracasso. É o começo de um processo de transformação.

Para ser feliz, é necessário aceitar os fatos como eles são. É entender que não adianta viver “dando murros em pontas de facas”, mas que é preciso relaxar, mesmo frente aos maiores desafios que a vida lhe apresenta, para poder concentrar sua energia de modo a encontrar soluções - e não desperdiçá-la em atitudes insanas de desespero e angústia.

Não lute contra a sua realidade. Se você sente que quer mudá-la, que precisa mudá-la, então foque suas energias em mudá-la, coloque energia no processo de mudança. Mas não lute contra a sua realidade.

Toda situação para a qual damos atenção se mantém presente, ganha forças. Se você se revolta frente às contrariedades da sua vida, é para isso que você dá forças. Por isso, aceite a sua situação enquanto for necessário, pois ela é a realidade que você precisa viver naquele momento. Você vive nela e é ela que o sustenta e lhe dá condições para buscar a mudança para melhor.

Sim, lute para mudar a sua realidade, mas não lute contra ela. Porque, no final das contas, ela é sua aliada, fornecendo-lhe elementos e o desafio para as mudanças necessárias.

Aceite o desafio e trave uma boa luta, sem sofrer com isso além do que é razoável. Resigne-se quanto às adversidades e entre em sintonia com o seu poder pessoal de transformação.

Uma das chaves para ter resignação, e ser mais feliz, é ter consciência de que por piores que as coisas pareçam elas sempre irão melhorar. Nesta vida, tudo passa e tudo se resolve.


Nenhum comentário: